Total de visualizações de página

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Maritaca de família




A maritaca pousou estropiada em um fio no quintal. Devia estar voltando de uma briga feia. Silea viu, foi lá, esticou o dedo e a maritaca subiu. Bati a foto uns minutos depois, quando a maritaca comia banana no ombro dela. Já devia estar acostumada com pessoas. Avisamos a vizinhança. Meu primo da diretoria da rádio peão do bairro não ficou sabendo de passarinho fugido.



Foi assim que a maritaca entrou para a família. ELA porque é A maritaca. Eu chamo de louro quando estamos conversando uma com a outra, mas é apelido. A maritaca ganhou poleiro, água e comida e várias pessoas para conversar.


O dilema “Cortar ou não cortar as asas? ” respondeu-se com: “Eu gostaria de ter as minhas asas cortadas?”. Quando melhorou da briga, a maritaca voou para outras árvores. E voltou, por que com certeza é um bicho inteligente e provavelmente sensível. A maritaca passa o dia e a noite fora mas visitar várias vezes por dia, nem sempre na hora da comida. Do seu poleiro, manda recados para seu bando de maritacas. Das árvores manda recados também para o seu bando de pessoas, para não deixar a minha avó preocupada. Uma variação do amor.

segunda-feira, 13 de março de 2017

Rir é o melhor remédio


Os chatos rabugentos que me perdoem, mas senso de humor é fundamental.

A relação de mãe e filhos é cheia de interdependências e negociações recorrentes. Sem capacidade de rir disso, a vida fica mais tensa.

A minha resposta para o "por que eu tenho que dormir agora?", "por que eu tenho que sair do tablet agora?" é "porque eu sou muito má", "porque adoro ver criancinhas sofrendo". Eles já sabem que para cada pergunta chata, uma resposta irritante. E a gente dá risada:
- Já estamos indo, já estamos indo. Já sabemos que seu sobrenome é maldade.  

Outro dia, Bebel estava combinando com a avó uma visita na casa dela, mas esqueceu de consultar a minha disponibilidade para fazer o frete. Quando chamei a atenção dela, tive que ouvir:
- Cocheiro, pode me levar na casa da vovó amanhã tal horário? 

Hoje eu estava na horta e pedi as crianças que lavassem o guarda sol. Eles cumpriram a tarefa mas depois começaram a conspirar. Não dei bola porque estava muito ocupada. Dali a pouco, foi deflagrada uma greve geral, com cartazes pela casa toda contra o trabalho, a necessidade de arrumar a própria bagunça e coisa e tal. Ainda bem que na volta da escola, eles já tinham esquecido o assunto pois, caso contrário, teria que usar de forças repressivas para lidar com os grevistas. 😏

terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Moral da História


O dever de casa do meu filho era ler e recontar um conto de fadas. Ele escolheu João e Maria, leu e contou para a gente:

- E qual a moral da história, João?

- Se vc ver uma casa de chocolate, cuidado! Pode ter uma bruxa canibal dentro.

Missão concluída.