Total de visualizações de página

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

O lado certo da minha avó


Chamei minha vó para a gente fazer ginástica chinesa Lion Gong no Posto de Saúde. Ela fez yoga por 40 anos, adorou o convite e só impôs uma condição: poder parar se ficasse cansada. 

Em uma tarde de semana, reuniram-se no pátio do Posto de Saúde, umas 30 pessoas dentre quem usa e  quem trabalha no local. Durante a aula, a professora pedia um movimento e todos repetiam, de maneira espelhada. Minha avó aprendeu na yoga a diferenciar a direita do professor e a do aluno. Se um ia para um lado, o outro ia para o outro, para fazer exatamente o mesmo exercício. 

Com isso, a professora começou a ficar incomodada da minha avó ir para o lado diferente do resto da turma. Tentou explicar, mas minha avó seguia certa no exercício, só que para o outro lado. Cheguei no ouvido dela e falei: “vovó, acho que a professora que a gente faça o exercício para o mesmo lado que ela”. Minha vó: “eu sei, é todo mundo que está fazendo para o lado errado”. 

sábado, 22 de julho de 2017

CAIXA ALTA

De uns meses para cá, CAIXA ALTA começou a aparecer nas mensagens de whatsapp com a Bebel.

“Eu particularmente NÃO QUERO fazer tal coisa.”
“Vi que vc resolveu tal coisa. COMO ASSIM?


KKK. Gracinha.

terça-feira, 18 de julho de 2017

Sobre mandar

- Vai escovar dentes, trocar de roupa, tomar banho, sair daí, ir dormir.

Mesmo com crianças razoáveis,  eu tenho que mandar várias vezes por dia. Existem técnicas eficientes de persuasão para as tarefas mais complexas, mas pro básico, mandar encurta o caminho.

Mesmo assim, eles questionam:
- Mas porque eu tenho que ir domir esse horário que é o mesmo que eu durmo todos os dias?
- Porque eu gosto de mandar. Vai  logo.


Um dia, João perguntou:
- Vc gosta mesmo de mandar?
Me pegou de surpresa:
- Claro que não, João! Prefiro que todo mundo faça o que tem que ser feito e pronto.

Depois pensei um pouco:
- Quando a gente fica adulto, fica mais complicado ainda. Ninguém mais manda fazer o que a gente sabe que tem que fazer, e, pior, se não fizer, dá tudo errado e sobra é pra gente mesmo.
-É que, às vezes eu sei mas eu esqueço ou me dá uma preguiça...
Sei bem.